Que mãe sou eu?

Esqueça a pressa! Pare, e beije seu filho no meio do caminho!

Em geral levo Pedro na escola no carrinho, afinal são 5 quarteirões, ele cansa, pede colo (e eu logicamente não agüento mais carregá-lo por tanto tempo) e principalmente, porque demora, e tempo é tudo que nós não temos nesta vida, certo?! Não, errado! O tempo está aí, cabe a nós o que fazemos com ele, não aproveitar cada momento, isso sim é uma grande perda de tempo! Vou contar, e você vai entender!

Hoje o dia amanheceu cinzento, um convite à preguiça e ao aconchego e eu, confesso, fiquei bastante tentada em não levar Pedro à escola, abdicando de um dia das minhas sonhadas férias (leia mais em Férias, pra que te quero!) para ficar o dia todo com ele. Mas, justo hoje tenho um compromisso a tarde e ele anda adaptado a escola como nunca então….. Lá fomos nós! Ele pediu pra ir “de pé”, e lá pelo meio do caminho enquanto caminhávamos passou por nós um morador de rua que mexeu com ele, e fez menção a um carinho no rosto, Pedro achou graça e continuamos a caminhar. Assim que chegamos ao cruzamento seguinte, peguei-o no colo para ver se a bochecha estava suja, e constatei que minha puxadinha discreta tinha sido tinha sido a tempo, mas aproveitei o momento colo para tascar-lhe um beijo estalado na bochecha. E naquele instante o tempo parou por uns segundos para mim!

Passou um filme na minha cabeça. Sabe, quando os filhos são bebês a gente vive a pegá-los, abraça-los aperta-los, niná-los….. e então eles começam, a crescer e a pesar… e a falar e fazer travessuras…. e o que era só colo, carinho e toque, vai sendo substituído por “não mexe aí”, “coloca o uniforme, pega a mochila”, “vamos logo”, “não faz isso”. Porque engana-se quem pensa que o trabalho diminui, ele só aumenta, e quando você percebe está quase todo o tempo focada em dirigir a criança, em dar ordens e comandos, chamar atenção, orientar…. ou está completamente desligada, pensando em todo o resto que ainda precisa ser feito naquele dia, o médico que tem que marcar, a sucata que a escola pediu pra mandar, a reunião no trabalho que começa às 10h …. e enquanto sua cabeça pensa nisso tudo, seu filho está lá matracando sem parar, mas você não está ouvindo nada! Muitas das minhas manhãs são assim, meu marido dá atenção ao baixinho enquanto eu me recupero do trauma de acordar (esse é um processo doloroso e que leva tempo para mim!). No desenrolar da manhã nos revezamos nas tarefas, faço o toddy, tomo meu café, mexo no celular, Ricardo termina de arrumar a mochila, Pedro pede pra fazer xixi, eu me visto, Ricardo veste ele, ele chora por que quer outra cueca, eu solto o celular pra ir resolver, então mando recolher os brinquedos, ele escolhe um pra levar na mão…. e assim saímos quase sempre atrasados e enquanto empurro o carrinho apressadamente ele fala sem parar e eu pouco entendo… chego na escola esbaforida e suando, ele guarda o brinquedo na mochila, me dá um beijo corrido (quase sempre eu preciso lembrá-lo), entra sem nem olhar pra trás (quanta diferença para uns meses atrás, e eu juro, não estou reclamando!) e eu saio em disparada para o trabalho….

Mas hoje, hoje foi diferente, voltando ao instante em que paramos, quando o tempo congelou e eu percebi o prazer esquecido daquele momento, o prazer de um beijo no meio do caminho, por tantas vezes sufocado pela pressa e pela correria das nossas vidas. Pedro me deu um abraço apertado e em seguida, enquanto o colocava no carrinho, disse a ele “hoje a mamãe, vai ficar com muita saudade quando te deixar na escola, queria ficar grudadinha com você o dia todo” e veio a resposta “mas mãe, hoje é quinta, dia de futebol” como quem diz, nenhuma chance! Acordei do momento mágico com uma gargalhada e seguimos o resto do caminho conversando até a escola, sem pressa! E ao chegar lá, dessa vez foi ele quem me lembrou do beijo!

Claro que infelizmente o dia a dia não é lúdico e a realidade por vezes nos apressa mesmo, mas um beijo no meio do caminho pode mudar o seu dia, pense nisso!

 

Um comentário sobre “Esqueça a pressa! Pare, e beije seu filho no meio do caminho!

  1. Fabiane

    Noooossa,super me identifico,foi emocionante,peco a Deus tds os dias mais tempo,mais tempo,p q lá na frente eu n me arrependa….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: