Começo da amamentação: são tantas dúvidas – dia 9

Categorias: 100 Primeiros dias, Versos diários
Nono dia, e apesar de mãe de segunda viagem me sinto meio novata no quesito amamentação, já que as experiências foram tão distintas…. A essa altura ainda não fomos ao pediatra, só na próxima segunda-feira, então aquelas dúvidas inevitáveis começam a rondar a mente…. Será que esta mamando o suficiente?! Será que ganhou peso?! A pega está boa? Filho que mama é uma delicia, eu estou curtindo esse momento, bem tranquila porque ela faz bastante xixi e cocô, mama com frequência e boa duração, e quase não chora…. E ter um bebê que chora de fome eu sei bem como é! Mas ainda assim ficam as questões….
Com Pedro nunca tive chance de aplicar a livre demanda e confesso que com a minha formação de cientista que um dia já fui, que gosta de um protocolo com quantidades e tempos bem definidos, essa coisa de livre demanda assusta um pouco, mas vamos indo bem… Embora eu sempre fique sem saber se é melhor quando ela pede o peito em menos de 3 horas ou se quando eu mesma preciso acordá-la antes que passe da hora…. Quando ela ficou mais saciada?! Quando a mamada foi mais eficiente?! Sabe, como diz uma amiga, peito devia ter marcação de mililitros!!
Leia como foi minha experiencia amamentando meu primeiro filho
E o leite? Será que tenho o suficiente, ou ela que mama pouco?! O peito anda ficando mais duro e dolorido, e vazando entre as mamadas, então hoje tomei coragem e tirei um pouco com a bomba, estava esperando os mamilos cicatrizarem e também confesso que ela não me traz boas lembranças, tenho um pouco de trauma daquele barulhinho que eu ouvia nas madrugadas em que tirava o leite para dar ao Pedro! E por falar em mamilos feridos, eles melhoraram bastante, mas será que ainda correm risco de ferir de novo?! Ou vão ficando calejados?! E o leite bombeado, foi pouco? Foi muito? Não tenho parâmetros, eu tirava quase 200ml, mas Pedro não mamava, era toda a produção…. e agora? Sobrar muito é bom ou ruim? Nossa! Quantas dúvidas, e eu aqui tentando não me consumir com elas.
Enfim mesmo no segundo filho ainda temos muitas dúvidas e muito a aprender!

Deixe seu comentário!