Puerpério: dias difíceis, mas que não voltam mais – dia 10

Categorias: 100 Primeiros dias, Versos diários
Dez dias, sábado pela manhã, papai cozinha enquanto Pedro brinca por horas com os imãs da geladeira lá junto dele, na sala eu curto um pouquinho Laura, num raro momento acordada durante o dia. Enquanto isso penso nesses primeiros dias com ela, em como aproveito pouco esses dias que não voltam mais.
São tantos altos e baixos, tantos sentimentos, tantos problemas e dores com que lidar, invejo o Ricardo nessa fase, como ele já curte cada troca de fralda, como ele faz chamego na filha, como a felicidade dele já é tão explícita e eu, justo eu, que sou uma mãe tão desencanada, que sou tão segura, a essa altura perco tanto tempo preocupada, questionada. Agora para completar quando o inchaço dá sinais de melhora e talvez a dor também, vem uma tosse de fundo alérgica para me incomodar, e vem tudo de novo para encher minha cabeça e me tirar a paz, e apesar de ser alérgico me preocupo em passar pra ela, e me preocupo com meus pontos que doem a cada tossida mais forte que dou.
E o dia passa e me pergunto se estou curtindo minha filha como fiquei pensando de manhã, a Fernanda que eu sou estaria, mas tudo que eu não sou nesse período é a Fernanda que sou, não sou eu mesma, e essa pessoa insegura e chorona em que me transformo não consegue mesmo curtir muita coisa, mas ainda tenta, porque esses dias mesmo sendo difíceis são únicos e não voltam mais!

Deixe seu comentário!