A evolução dos aniversários de uma mãe – dia 36

Categorias: 100 Primeiros dias, Versos diários

Laura faz 36 dias, eu faço 37 anos! Fazer aniversário com um filho recém nascido nos braços é quase esquecer-se da data, não fosse pelas diversas mensagens recebidas.

Houve um tempo em que essa data não passava sem uma passada num bar… Podia passar sem bolo mas não sem chopp!

Já faz um tempo que as grandes farras foram dando lugar a pequenas comemorações. Os bares deram lugar a pizzaria, almoço no bar da praça, dia numa pousada na serra…. Se antes, desde pequena eu não faltava a escola, a faculdade ou o trabalho nesse dia, para encontrar e estar com tantos quantos fosse possível, agora eu costumo tirar o dia de folga, para ter um dia meu, e com os meus. A essa altura o bolo é imprescindível, e tem que ter vela, e parabéns….. E se deixar Pedro escolhe até um tema!

E assim como houve tempo para tudo isso, agora o tempo é outro! É tempo de virar a meia noite com a mais nova nos braços chorando de cólica, de receber uma chuva de beijos do marido às seis da manhã no meio da mamada e de acordar às 9h com o mais velho entregando um presente, um quebra-cabeças que ele mesmo escolheu! É tempo de pedir a pizza em casa mesmo, de sair na foto soprando o bolo ao lado dos filhos, todos de pijama inclusive eu, com olheiras no rosto e cabelos na cara! É tempo de ganhar de presente uma noite de sono melhor, graças à ajuda da vovó que dessa vez vai ficar pra dormir!

E que venha o novo tempo!

Deixe seu comentário!