Cada filho é único, e a mãe que se vire em duas – dia 42

Categorias: 100 Primeiros dias, Versos diários

Dia 42! No dia em que Laura nasceu eu escrevi A chegada de Laura (leia aqui) e lá eu já dizia que ela é imprevisível, e eu estava mesmo certa!

Incrível como em 40 dias já é tão claro o quanto dois filhos podem ser diferentes. Pedro é absolutamente previsível, metódico, gosta de regras, de rotina…. Quando pequeno não foi difícil estabelecer uma rotina com ele, e quando saíamos dela ele sentia, reclamava e eu achava que grande parte era mérito ou culpa minha, dependendo da situação, já que eu havia imposto aquela rotina militar desde tão cedo. Mas hoje sei que os hábitos que criei para ele podem ter ajudado, mas há de fato um traço forte na personalidade dele que leva a isso.

Já Laura não tenho dúvidas, ela é imprevisível, talvez seja indomável, o tempo dirá. Ela é ao mesmo tempo aquela criança que dorme no colo e quando bota no carrinho acorda, durante uma noite inteira, e no dia seguinte ela é aquela que fica sozinha no berço olhando o móbile e quando você vai ver dormiu sozinha! Com ela sim, vou descobrir até que ponto meus métodos funcionam ou não, qual a minha parcela de interferência e o quanto depende do temperamento deles.

E por falar em Pedro, uma das coisas mais bacanas da licença maternidade do segundo filho é você ganhar essa segunda chance com o mais velho, porque a licença é pra cuidar do pequeno, mas dá tempo de montar quebra cabeça, jogar dominó, arrumar pra escola….. Outra característica muito marcante do Pedro é que ele se chega mais a quem fica mais com ele, sempre foi assim, não tem essa de ser mais grudado no pai ou na mãe, ele elege aquele mais presente sempre, e até pune, de leve, o que por ventura se ausente um pouco. Ele é uma criança de sorte porque por circunstâncias da vida essa dinâmica do mais presente tem se alternado bastante aqui em casa. Antes de Laura nascer, meu marido ficou bastante tempo trabalhando de casa, com horários bem flexíveis e calhou de voltar a trabalhar fora todo dia este mês… Nesse pouco tempo o jogo já virou pro meu lado, Pedro está num grude só comigo, e eu confesso, estou curtindo muito, afinal não só o trabalho como a própria gestação me limitavam muito em relação a ele, estamos matando saudades!!!

Deixe seu comentário!