Ser mãe é a arte de esperar… (rascunhos de uma mãe)

Categorias: Poesias Maternas, Textos

Em abril do ano passado eu vivia um grande conflito, estava entre a vontade imensa de engravidar de novo e o compromisso profissional assumido, àquela altura faltava pouco mais de um ano para os Jogos Olímpicos. O volume de trabalho só crescia e, com duas grávidas na equipe e um alarme falso em março, a vontade de ser mãe outra vez crescia. Eu queria falar sobre a espera… eu queria falar que ser mãe é a arte de esperar!

Sem poder falar abertamente sobre o que me angustiava, escrevi esse texto, na época nem pensava em poesia, só mais tarde quando comecei a utilizar desse recurso mais vezes, usar a escrita para falar de coisas que ainda não podiam ser abordadas diretamente, como a própria gravidez que veio meses depois.  Só então fui experimentando palavras e brincando com elas, até que alguém me chamou de poeta pela primeira vez, e gostei da ideia, lembrei das poesias que escrevia quando criança e comecei a rimar e ritmar…

Mas aqui já era um rascunho….


ser mãe é a arte de esperar

Ser mãe é a arte de esperar….

 

Tudo começa esperando que a menstruação atrase

depois a espera dura longos 9 meses..

Aí é a vez de esperar os primeiros 3 meses quando supostamente tudo melhora…

Esperamos eles aprenderem a andar, falar, entrar na escola…

Vivemos esperando a próxima fase,

mas saber esperar é saber curtir cada fase,

porque passa voando e quando menos esperarmos…

Estaremos acordadas de madrugada

esperando eles voltarem da rua e

lembrando do tempo em que as noites insones,

ao menos, eram na companhia deles!

Boa noite! Boa espera!

 

Leia também o poema Quando ele dorme

Deixe seu comentário!