O terceiro trimestre

Categorias: Poemas, Poesia Materna

Durante a gravidez passamos por diversas mudanças, no corpo e na alma. Além é claro da alteração hormonal que influencia nosso ânimo, humor, tudo, são muitas flutuações. Na gestação do Pedro o mau humor imperava, e coincidência ou não ele nasceu um bebê super invocadinho, estava sempre com uma carinha enfezada, lindinho mas emburradinho. Já a gravidez da Laurinha foi pura inspiração, e minha menina veio ao mundo risonha e simpática.

A poesia foi uma forma de colocar no papel e eternizar cada fase da gestação, aqui uma, escrita no início da reta final, o Terceiro trimestre!


O terceiro trimestre

A essa altura não só sua barriga tomou forma,
Seu bebê também
A ultra já revelou seu sexo, seu rostinho, seu tamanho…
Seu nome já foi escolhido, e chamá-lo já faz parte da rotina
A essa altura a comunicação de vocês é diária, seja pelas suas palavras e carinhos na barriga
Seja pelos chutes e cambalhotas dele ou dela
Vocês começam a se conhecer, você já espera por um cutucão depois de uma virada de lado na cama ou por tremidinhas animadas depois daquele brigadeiro
Ele ou ela já reage àquela reunião tensa com o chefe ou ao reencontro com o papai no fim do dia
A essa altura a relação de vocês se faz presente em cada respiração ofegante, em cada movimento desajeitado
A essa altura você quer que o tempo passe mas não que ele ou ela se apresse
Seu corpo está fora de eixo, seu centro de gravidade está fora do lugar
E a essa altura, você talvez já tenha percebido que seu coração também
Só que este não voltará inteiro ao seu peito,
Parte dele seguirá batendo em outro corpo…

Deixe seu comentário!