5 coisas que uma grávida precisa saber sobre amamentação

Categorias: Dicas, Gestação, Muito mais

Quando uma mulher engravida as amigas, já mães, se apressam em falar sobre tudo o que uma grávida precisa saber. Dicas sobre a decoração do quarto, indicação de lojas para o enxoval, truques para aliviar os enjoos e por aí vai. Isso sem falar naquela amiga que te manda a real sobre o que está por vir. Mas se eu pudesse te dar um único conselho, seria sobre amamentação, informe-se sobre ela!

Apesar de ser um ato natural e instintivo, amamentar não é necessariamente fácil, muito pelo contrário, para a maioria é o primeiro grande desafio da maternidade. Nada mais coerente que se preparar para ele.

Eu, pessoalmente, vivi duas experiências de amamentação distintas, com Pedro foram muitas dificuldades, muitas mesmo. Já com a Laura tudo aconteceu com extrema naturalidade e facilidade. Embora eu acredite que cada bebê é único, a verdade é que a experiência e o conhecimento me ajudaram muito também.

Por isso resolvi te contar algumas coisas sobre amamentação que eu gostaria de ter sabido quando ainda estava grávida pela primeira vez.

Peito não é estoque, e sim fábrica

Eu não sei você, mas eu, Fernanda, nunca tinha ouvido isso, muito menos tinha parado pra pensar sobre como isso funcionava. Meus peitos estavam enormes desde o início da gestação, na minha cabeça eles estavam cheios de leite, e assim funcionava, o leite estava lá e era só o neném mamar.

Mas não é simples assim, na verdade o corpo é muito mais inteligente que isso, ele produz leite à medida que o bebê mama, assim, com o tempo, a produção será adequada à demanda. Ou seja, se o bebê não suga, a produção vai caindo, caindo, até o leite secar. Daí a importância, de praticar a livre demanda. Ou seja, amamentar sempre que o bebê solicitar, sem hora marcada.

Você vai passar muito tempo amamentando

O aleitamento exclusivo até os seis meses é o indicado pela OMS, se essa for a sua escolha, durante esses meses você passará a maior parte do seu tempo amamentando. Ainda que o bebê sinta fome em intervalos de 2 a 3h, e considerando que ele também mama por outras razões – consolo, sono, dor e outras, serão cerca de 8 a 12 (ou mais!) mamadas por dia!

Esteja preparada para esta que será sua principal atividade por meses, quanto mais informada e segura mais fácil será, expectativas equivocadas só vão gerar frustração.

A importância da pega correta

Ok, você já entendeu que o segredo é deixar o bebê mamar à vontade, mas aí o neném nasce, você oferece o peito e ele não pega, ou pega e solta, dorme e acorda minutos depois querendo mamar de novo, parece nunca estar satisfeito, se irrita, seu bico está machucado e aquilo que era um sonho se transforma num doloroso pesadelo.

Isso acontece porque há um jeito correto de o bebê abocanhar o seio para sugar de forma eficiente. A pega incorreta deixa o bebê cansado ou irritado antes de saciado, além de machucar seu bico e não estimular suficientemente a produção. De maneira geral, com o tempo mãe e bebê se entendem. Inúmeros fatores podem atrapalhar a pega, tanto relacionados ao bebê quanto à mãe (freio curto, tipos de mamilo, etc). Eu, como leiga, não teria como falar mais sobre isso, mas existem especialistas que podem te ajudar, busque ajuda quando necessário.

Não desista, vai valer à pena

O puerpério não é nada fácil, você será tomada por uma avalanche de hormônios e sentimentos inexplicáveis. Tantas novidades para processar e poucas horas de sono para se recuperar, somadas a todas as variáveis que já falamos, podem tornar a amamentação bem difícil no início. Mas não desista, respeitando seus limites e instintos, você verá que com o tempo o esforço terá valido à pena. E no fim, esse tempo terá passado bem rápido, e amamentar terá se tornado fácil, prático e gostoso.

Informação é tudo

Tudo que falei até aqui é papo de mãe para mãe, baseado no que ouvi e vivi, mas hoje, não faltam oportunidades para você se informar sobre amamentação com quem entende de verdade do assunto.

No dia 24 de fevereiro, a especialista em amamentação Carmem Muniz (Instituto Fernandes Figueira/Fiocruz) vai estar na Aprendiz Creche Escola, em Botafogo, conversando com gestantes sobre o tema. Entre outras coisas, ela vai falar sobre a importância de amamentar na primeira hora de vida, os tipos de mamilos, a descoberta do aleitamento e suas complicações e desafios.

Se você está grávida não pode perder! O evento é gratuito, mas as vagas são limitadas. Faça sua inscrição aqui.

 

 

 

Deixe seu comentário!