Está mais difícil ser mãe hoje em dia?

Categorias: Prosa de mãe, Reflexões, Sem categoria

​Outro dia escrevi rapidamente um pensamento raso sobre ser mais difícil ser mãe nos dias atuais do que no tempo das nossas mães. Bem, em verdade sobre ser mais difícil criar os filhos…. ser mãe é e sempre foi difícil a qualquer tempo. De fato o assunto merece uma reflexão mais profunda, mas de fato também, as novas tecnologias tem tudo a ver com isso. Ao passo que facilitaram a vida, reduzindo o tempo ou eliminando tarefas […]

Continue lendo…

Mãe também se sente carente! – dia 363

Categorias: 1000 dias de mãe, Sem categoria, Versos diários

Trezentos e sessenta e três dias, o recesso foi longo, precisei desse tempo. Mas à medida que os 365 dias se aproximavam, eu pensava “preciso voltar a escrever”, e foram tantos os assuntos que me passaram pela cabeça nesses dias, tantas coisas a compartilhar, a dividir, a desabafar…. Mas a verdade é que há alguns dias eu tentava retomar os relatos, mas faltava tempo, no tempo que tinha sobrava sono…. e bem quer saber, faltava mesmo ânimo, […]

Continue lendo…

Almofada de amamentação: novo modelo, eu testei!

Categorias: Sem categoria

Quando Laura tinha pouco mais de um mês, enquanto buscava imagens para minhas publicações no Pinterest, me deparei com uma foto do que seria um novo modelo de almofada para a amamentação, uma de colocar no braço, eu achei o máximo e logo compartilhei lá na página do Que mãe sou eu? no Facebook. Foi uma chuva de comentários e compartilhamentos e um tempo depois a Meire do Mê Atelier me mandou uma de presente. Aqui em […]

Continue lendo…

Angústia da separação: a temida crise do terceiro trimestre – dia 257

Categorias: 1000 dias de mãe, Sem categoria, Versos diários

Duzentos e cinquenta e sete dias, não é de hoje, nem de poucos dias que a Laura é um chicletinho, sabe aquela coisa de neném que mama no peito ser agarrado com a mãe, eu confesso que achava que havia um certo exagero nisso, mas não há…. Com Pedro era diferente, ele era arisco, não ia mesmo no colo de ninguém, seu grude comigo vinha dessa insegurança, mas não era assim tão pessoal, eu dividia o posto […]

Continue lendo…