O que uma criança de 5 anos quer? – dia 119

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

Cento e dezenove dias de Laura, mas com Pedro lá se vão quase cinco anos. E se, ter um bebê não é mole, ainda assim, não é preciso muito pra fazê-la feliz, peito, colo, não sai muito disso… Agora vai satisfazer uma criança de 5 anos, vai fazer feliz uma criança de 5 anos! Passadas as birras dos 2, a negação dos 3 e até a fofurice dos 4, aos 5 eles já descobriram que querem, mas […]

Continue lendo…

Maternidade: transformação, redescoberta e reencontro! – dia 118

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

Dia 118, dia de sair da toca. Quando Pedro nasceu acho que eu precisava muito de um momento meu, acho que eu precisava ficar só, eu precisava de isolamento, de recomeço, e a maternidade proporciona tudo isso! Eu mergulhei, sem sentir nenhuma falta de respirar o ar do mundo externo. Lembro de ouvir outras mães comentarem a falta da vida social, dos papos que não fossem sobre fraldas e mamadas, do almoço sem interrupções, dos programas adultos […]

Continue lendo…

Sobre me descobrir mãe de menina – dia 116

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

Cento e dezesseis dias, 116 dias como mãe de menina! Quem me acompanha há mais tempo, quem leu quando revelei o sexo de Laura sabe, me descobrir mãe de menina não foi fácil, foi um susto! Nunca me imaginei mãe de menina, desejava sim outro filho, e sendo bem sincera eu não tinha certeza como da primeira vez, mas eu queria tanto que o desejo havia me cegado a ponto de mentir para mim mesma como se […]

Continue lendo…

Sobre a saudade de ser mãe de filho único – dia 114

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

Cento e quatorze dias, hoje (na verdade ontem) uma mãe de dois me disse, num dado momento de uma conversa fora entre amigas, que às vezes dava saudade de ser mãe de um filho só! Confesso que eu, nessa função há apenas 114 dias não compreendi o real significado daquelas palavras…. E completei “ah deve ser porque a diferença entre os seus é muito pequena, você aproveitou pouco um só” e era verdade, mas aí mais tarde […]

Continue lendo…