Sobre a perda de memória pós parto – dia 72

Categorias: 100 Primeiros dias, Sem categoria, Versos diários

72 dias e hoje reparei que meu texto de ontem foi meio repeteco de sei lá quantos dias atrás. Bom, é verdade que nessa fase os sentimentos meio que vão e voltam, mas acho que foi um pouco de sequela minha, que a essa altura a gente já vê por aqui. Isso mesmo, sequelada, é como me sinto às vezes. Nessa fase rola uma dificuldade de gravar informações, de acompanhar certos raciocínios, arrisco dizer que a gente […]

Continue lendo…

Rotina com bebê de dois meses? Tá difícil! – dia 71

Categorias: 100 Primeiros dias

Setenta e um dias! Semana puxada, intensa, conturbada. Embora aos dois meses as coisas estejam muito mais controladas do que no primeiro mês, a inconstância de Laura ainda me cansa demais. Está difícil estabelecer rotina com bebê de dois meses por aqui! Pode ser uma limitação minha, talvez Pedro seja afinal mais parecido comigo do que eu pensava, nesta coisa de gostar de ordem, de regra. Embora eu tenha sido uma bagunceira de marca maior a vida […]

Continue lendo…

100 Primeiros dias: décima primeira semana

Categorias: 100 Primeiros dias, Versos diários

  Para quem chegou aqui agora, esse é o diário dos 100 primeiros dias de um bebê, a Laurinha, minha segunda filha. Aqui em relatos diários conto as emoções e os desafios de ser mãe de um bebê e uma criança de 5 anos, vem acompanhar a décima primeira semana dessa jornada! Dia 71 (quinta-feira, 14 de julho) Setenta e um dias! Semana puxada, intensa, conturbada. Embora aos dois meses as coisas estejam muito mais controladas do […]

Continue lendo…

Personalidade vem desde bebê? – Dia 70

Categorias: 100 Primeiros dias

70 dias, nenhum igual ao outro! Já comentei o quanto Laura é inconstante e imprevisível e também como Pedro era o oposto, regular e avesso à mudanças na rotina. Então fico pensando, ela só tem dois meses, será que já dá pra considerar essas características como traços de personalidade?! O quanto da personalidade vem desde bebê? O jeito e comportamento dos nossos filhos nascem com eles e o quanto é “culpa” ou “mérito” nosso?! Aos quatro anos vejo […]

Continue lendo…