“Você vai ficar com a mamãe, vai ficar tudo bem!” – dia 502

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

502 e dois dias, 502 manhãs, algumas insanas como a de hoje. Já escrevi sobre elas uma vez….. lá pelo dia 288! Eram 13:30 eu eu tinha acabado de deixar Pedro na escola, com 30 minutos de atraso. Laura ainda chorosa no carrinho e eu sem nenhuma esperança que ela dormisse. Não depois de ter cochilado no meio da manhã. Eu sem vontade nenhuma de voltar para casa e dar de cara com o cenário de guerra, […]

Continue lendo…

De onde vem a minha culpa materna? – dia 501

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

Dia 501. Isso mesmo, passaram os 500 dias, e o texto especial que era pra ter sido postado ontem ficou pela metade porque na cabeça estava o texto do freela que eu precisava entregar. A ideia era terminar hoje, mas cadê que a culpa materna dá lugar a outra coisa pra se falar. E não, eu não quero escrever o texto 500 sobre ela, a culpa. Até porque ontem ela nem estava aqui, ou estava…. acho que […]

Continue lendo…

Dois filhos e seus diferentes momentos – dia 493

Categorias: 1000 dias de mãe, Versos diários

493 dias! Enquanto compartilho com vocês as dores e delicias de ser mãe de uma bebê de 1 ano e alguns meses, enquanto falo das noites insones, das artes que ela apronta, do jogo de adivinhação que é ser mãe de um pequeno ser que ainda não fala mas já tem tanto a dizer, que se expressa das mais diversas maneiras. Enquanto tudo isso acontece com o mais novo, um monte de outras coisas acontece com o […]

Continue lendo…

Se você tem um bebê de poucos dias…

Categorias: Poesia Materna, Textos

Se você tem um bebê de poucos dias em casa tenha calma
Aos poucos você vai aprender a entender cada choro, eu prometo
Se hoje seu bebê sofre com cólicas
Com o tempo você vai descobrir que o melhor que pode fazer por ele nessa hora é manter a calma, e você consegue, acredite
Se o cansaço e o sono hoje te dominam
Não vou mentir, não vai melhorar, mas você vai se habituar, te garanto
Se amamentar está difícil e você está frustrada
Em algum tempo vocês se entendem e vai ter valido a pena, eu juro
Se você está com medo agora,
Respire fundo, isso passa, eu te digo
Se você quer que passe logo,
Não queira, porque quando você menos esperar terá passado e você terá se esquecido, eu sei

O que você lembrará
São as tardes com ele no seu colo no sofá
São os sorrisos e gargalhadas na troca de fralda de madrugada
São as trocas de olhares durante a mamada
São as poses fofas em que ele dorme
São as primeiras reações aos seus estímulos
São aqueles olhinhos te acompanhando quando você passa
São aqueles bracinhos balançando quando você vai pega-lo

Isso é o que fica
E no fim, você vai desejar viver tudo de novo
E talvez você decida mesmo começar outra vez, ou não
Mas com certeza você sentirá saudades