Eu, ele e as palavras

Categorias: Poemas, Poesia Materna

Eu, ele e as palavras

Ele nasceu sem sequer saber falar
Mas lá de dentro da barriga, as palavras ele já estava a escutar
No início só pelo choro ele podia se expressar
Mas eram as palavras sussurradas em forma de música que o faziam acalmar
E então vieram os sons que ele começava a balbuciar
Mas eram as palavras que eu conseguisse adivinhar que o faziam comemorar
E assim um dia pela primeira vez, ainda que incompleta, imperfeita
A primeira palavra ele conseguiu falar
Lembrança gostosa de se guardar
E depois dela vieram tantas outras, faladas, cantadas, repetidas às gargalhadas
Elas estão nas histórias, algumas o fazem sorrir, outras repetir
Ele gosta delas mas é a mim que elas vem divertir
Elas estão nas broncas de onde ele as escolhe imitar
E nas conversas que ele espia para depois perguntar
Ele primeiro aprende as palavras e depois as põe pra brincar
Quem dera a palavra entre nós permaneça e mais tarde ele conheça toda a poesia onde ela possa estar
Quem dera ele nunca se esqueça dos livros que muitas palavras ainda poderão lhe ensinar